Chemsex, quando a droga e o sexo se misturam!

Dantes a moda era tirar selfies depois de uma relação sexual, mas isso já faz parte do passado, pois agora moda actual é o mesmo o Chemsex, ou seja a mistura de drogas e sexo. Até pode achar que já era algo normal, e de facto a droga já era conhecida e consumida em diferentes grupos, tais como homens homossexuais, mas o problema é que estas sessões sexuais podem durar várias horas ou até mesmo dias, além do desgaste físico há o perigo dos envolvidos terem relações sexuais com pessoas diferentes sem sequer utilizarem protecção!

A Chemsex é constituída por três tipos de drogas diferentes: mefredona, cristais e GHB! Segundo o British Medical Journal, estas novas sessões sexuais pode e são consideradas como um perigo para a saúde pública devido à transmissão de doenças quando há sexo entre pessoas diferentes, ou seja uma orgia, visto que o nível de droga no sangue é tão elevado que ninguém se lembra de usar nenhum tipo de protecção/ preservativos!

Até pode parecer uma boa novidade para os praticantes de sexo em grupo, mas segundo apurou o jornal El Confidencial, os riscos são mais que muitos. Contrair DST’s como a SIDA, gonorreia, hepatite C, entre outras, ainda se torna mais fácil pois não há qualquer tipo de protecção durante o efeito dos estupefacientes.

Efeitos negativos da Chemsex:

  • Ataques de pânico
  • Psicose
  • Ansiedade (para quem tem depressões e outras doenças do foro psicológicos qualquer um dos efeitos referidos  serão ainda piores)
  • Tendências suicidas

 

Estes são apenas alguns dos efeitos negativos que podem ocorrer quando se toma este tipo de droga. O efeito da mefredona e dos cristais podem levar até mesmo à morte, pois provocam o aumento do ritmo cardíaco, também pode causar agitação sexual e um estado de euforia supremo seguido de tendências negativas.

Mas além dos já referidos efeitos que a Chemsex pode ter há ainda efeitos secundários que foram aludidos pelos autores do estudo feito no British Medical Journal, tais como a dependência psicológica causada pelos cristais e pela mefredona e pela dependência física que o GHB cria. Estes efeitos secundários poderão fazer com que as pessoas passem horas a fio sem comer ou dormir, criando graves problemas de saúde.

No vídeo acima poderá ver a apresentação do documentário dirigido e realizado por por Will Fairman e Max Gogarty, “Chemsex”, explora a vida de de homens que estão viciados nesta droga e como gerem o seu vício no dia-a-dia.

Será ainda necessário aludir que a Chemsex era um tipo de droga mais utilizada por homens gays, principalmente para conseguirem prolongar as suas relações sexuais sexuais e quando estavam inseridos em festas. Posteriormente começou a haver conhecimento da droga e esta espalhou-se.

Conforme apurou o jornal El Conficencial, já existem clínicas especializadas cujo único objectivo é mesmo combater esta nova moda e todos os seus efeitos secundários e negativos. Uma das clínicas mais conhecidas de momento é a Antidote, a mesma já afirmou que já atendeu vários pacientes que confirmaram o uso e “abuso” desse tipo de drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quer encontros no seu email?
Subscreva a nossa Newsletter
Seja o primeiro a receber contatos e contedos
exclusivos diretamente na sua caixa de email.
Sim, quero receber!
Não Obrigado

ENTRA NA COMUNIDADE PARA ENVIAR MENSAGEM